Prudentópolis continua liderando os desmates no Paraná

Da redação com informações do Rede Sul de Noticias – Foto: Divulgação

 

Um levantamento realizado pela Fundação SOS Mata Atlântica no Paraná envolvendo 88 municípios paranaenses mostra que o desmatamento da mata nativa avançou no Estado. De acordo com a análise de imagens de satélites registradas entre 2015 e 2016, o município de Prudentópolis continua no topo do ranking de crimes ambientais. Se no relatório anterior já estava em primeiro lugar com 189 hectares, agora esse número saltou para 326 hectares de árvores cortadas de um total de 35.082 hectares de florestas.

Embora Bituruna apareça em segundo lugar entre os cinco municípios que mais suprimiram áreas de preservação, é também a cidade que mais reflorestou nos últimos 15 anos. Se foram desmatados 242 hectares de um total de 22.833 ha, foram plantados 5,8 mil ha.

O terceiro colocado é o município de Pinhão com 221 hectares desmatados de um total de 25.554h, seguido por General Carneio, com desmate de 161 h de uma área total de 23.978. Guarapuava surge na sequência com 151 hectares de desmate de uma soma de 42.377h.

De acordo com o SOS Mata Atlântica, no total foram derrubados 3.468 hectares em 88 municípios do Paraná, o equivalente a um quarto do que desmatado no país. Hoje o Brasil possui menos de 12,5% da área nativa da Mata Atlântica, enquanto no Paraná esse percentual cai para apenas 8%.

De acordo com o Atlas dos Remanescentes Florestais da Mata Atlântica 2015-2016, os índices de desmatamento no Paraná  voltaram a subir pelo segundo ano consecutivo, passando de 1.988 h destruídos entre 2014 e 2015 para 3.545 h entre 2015-2016, aumento de 74%. E um alerta continua: a destruição concentra-se na região das araucárias, espécie ameaçada de extinção, com apenas 3% de florestas remanescentes.

Leave a Reply